Botao share

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Ajustes na economia assegurando os programas sociais.

O preço do chamado ajuste fiscal na economia brasileira, deve ser pago por aqueles que acumularam grandes fortunas a custa da mão de obra dos trabalhadores brasileiros. Além disso, o governo da presidenta Dilma, deve junto com os órgãos de fiscalização financeira e da justiça cobrar dividas que remontam anos de parcelas significativa da elite financeira e política por meio de sonegação de impostos, temos exemplos claros e comprovados que passam pelos "Bilhões" das fraudes do Banestado, das fraudes do HSBC, das fraudes da ZELOTES e dezenas ou até centenas de outras fraudes ou comprovadas ou em processo de investigação.

A casa grande tem uma divida de 500 anos com a senzala, que precisa ser paga com juros e correção monetária.

Me espanta apesar de ser vacinado, quando escuto setores da oligarquia brasileira, elogiar o ajuste fiscal única e exclusivamente por meio de cortes em programas, especialmente do Bolsa Família e do programa Minha casa Minha vida. Estes dois programas, para começo de conversa, fazem parte desta velha divida da casa grande senzala durante 500 anos que, agora começa ser paga e precisa ser bancada pelo bolso daqueles que sugaram o suor do povo pobre do Brasil. Incluindo aí, a nação indígena e os escravos.

Penso que o governo deve avançar imediatamente na continuidade destes programas e na melhoria do estado brasileiro priorizando pelo menos, duas ou três obras estruturantes, por estados ou regiões que contribua para a geração de empregos e a melhoria dos salários.

O PT deve reafirmar sempre a sua decisão de ter apoiado o ajuste do governo no V Congresso em Salvador/BA e depois em reunião da Executiva Nacional. Mais tem a obrigação e o dever de acompanhar e cobrar do governo, a garantia da continuidade e dos avanços de todos os programas sociais, especialmente os que estão votados para a melhoria de vida dos trabalhadores e sobre as áreas de Educação voltadas para a juventude tanto no que toca ao ensino Médio e Fundamental como as escolas de estudos profissionalizantes.

Este, é um compromisso de um partido e de um governo popular e de esquerda.

Francisco Rocha - PT (Rochinha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário