Botao share

terça-feira, 19 de maio de 2015

Petistas em OFF tentam usar a velha mídia, mas acabam usados por ela


Já faz algum tempo que tomamos conhecimento de notícias distorcidas, notas de intriga e comentários maldosos nos jornalões e/ou em outros meios de comunicação da velha mídia que têm como fontes alguns petistas. Para não falar em documentos que são vazados de forma escandalosa, principalmente às vésperas ou mesmo durante as reuniões da direção ou até das nossas correntes internas.

Este tipo de comportamento condenável se tornou uma constante após a nossa crise política de 2005, intensificando-se após o último PED de 2013. Estas fontes petistas tentam utilizar veículos de comunicação, que são notadamente contra o nosso projeto político, com a intenção de obter algum “ganho” na base da pressão, chantagem ou simplesmente para “queimar” companheiros. Trata-se de uma atitude política desleal e desonesta.

Logicamente, isso não é coisa de simples militantes e dirigentes. São peixes grandes que imitam jacarés botando a cabeça para fora da água sem mostrar o corpo inteiro. Sabemos de figurões que ficam horas e horas trancados com jornalistas repassando intrigas e mentiras para serem divulgados em finais de semana. O engraçado é que eles acreditam ingenuamente que eu não sei de quem se trata.

Quero dizer que por mais que se escondam atrás do OFF ou se movam no anonimato ou pelas sombras, pelo próprio conteúdo das notícias, notinhas ou comentários e até pelo próprio veículo que as divulgou, é possível saber exatamente quem são os petistas falantes, ou de onde partiram as informações para tal. Não se iludam. Quem, como eu, conhece o PT sabe muito bem quem está por trás destes famigerados OFF’s.

Estes petistas em OFF, que tem a ilusão de estar usando a mídia em proveito próprio, acabam por serem usados por ela para tentar provocar guerras internas, desavenças ou a desarmonia dos nossos objetivos políticos. Pior para todos. E quem perde mais é o conjunto do partido e a sua essência.

Em várias ocasiões eles se utilizam até mesmo do nome do Lula falando coisas que, até onde eu o conheço, ele jamais falaria. Um dos exemplos é a matéria recente sobre a mudança de direção do Partido, quando a história verdadeira é outra. Se o Lula fizesse uso desta estratégia seria o mesmo que ele comandasse uma assembleia de metalúrgicos, deliberasse uma pauta e ao chegar no sindicato jogasse no lixo. Refiro-me a uma matéria requentada e divulgada nesta semana em um jornal aonde contam uma versão a respeito dele, quando a história real é justamente outra. Até onde eu o conheço nunca vi - e tenho certeza de que jamais verei - ele fazer uso desse expediente.

Ao invés de falar em OFF seria mais honesto que estes petistas falassem com jornalistas em ON, como eu sempre faço. Assino embaixo dos meus escritos e também das minhas declarações à imprensa.

Um comentário:

  1. O Ped é uma ferramenta importante, porém devemos criar uma comissão permanente para reorientar o seu alcance, não podemos imaginar que o ato de votar seja a solução definitiva para eliminar a distância entre a direção e a base filiada do PT, o partido precisa ser um instrumento de transformação da sociedade, com uma direção coesa e segura do que defendemos, não existe espaço para recuos ou mudanças de rumo, portanto na minha opinião o PED por si só não da a devida resposta ao clamor da nossa base. O PED foi uma tentativa de animar a militância, mais na minha opinião transformou os companheiros em cordeiros do sistema. A falta de uma continua elaboração politica fez do PT um partido tradicional que baseia sua atuação apenas pelo resultado de pesquisas sem levar em conta o materialismo histórico que move as duas classes sociais, os trabalhadores e a burguesia, a falta de formuladores na direção do partido destruiu nossa identidade com a sociedade e com nosso programa e manifesto de fundação, quem pensa no PT passou a ser considerado subversivo, defender algo contra a burocracia é considerado ato de traição, mas acredito que chegou o momento do congresso do partido responder essas questões e trazer de volta o PT das lutas do povo, O PED tem um papel de dar legitimidade ao partido, mas o congresso tem o dever orientar nossa atuação na luta social e a disputa pelo poder e a implantação do socialismo como sistema de governo que reduz as diferenças entre as classes e aponte claramente para eliminação delas num curto espaço de tempo, não podemos mais nos atrever a continuar gerenciando o Capitalismo. Somente um partido que viva clima da fervura social pode atender o chamado da classe que representa.

    ResponderExcluir