Botao share

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

QUENTINHA, saiu do forno: Pesquisa CNT/MDA


CNT/MDA: Dilma amplia vantagem frente Marina para 9 pontos no 2º turno



Na simulação para o segundo turno, presidenta abriu nove pontos sobre a candidata do PSB


     Pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta segunda-feira, mostra que a candidatura da presidenta Dilma Rousseff à reeleição registrou nova alta. Na pesquisa estimulada, ela obteve 40,4% das intenções de voto, contra 25,2% de sua principal adversária, Marina Silva (PSB). O tucano Aécio Neve também ganhou fôlego, mas continua na terceira posição, com 19,8%

     Na simulação de um eventual segundo turno, Dilma obteve nove pontos de vantagem sobre Marina. A petista registrou 47,7% e a candidata do PSB, 38,7%. Na pesquisa divulgada semana passada, elas apresentavam empate técnico. A petista tinha 42% das intenções de voto, contra 41% de sua opositora.

     Na simulação com Aécio, a vantagem de Dilma é ainda maior. Ele registrou 49,1, contra 36,8% do tucano. Se a disputa ocorresse sem Dilma, Marina teria 41,1% das intenções de voto e o candidato do PSDB, 36%.

     De acordo com a pesquisa, cresceu o percentual de eleitores que acreditam na reeleição de Dilma. De 51,2% subiu para 61%. Ao mesmo tempo, diminuíram os eleitores que apostam na vitória de Marina. De 29,2% eles desceram para 21,6%. Atualmente, apenas 8,3% acreditam na vitória de Aécio.

Espontânea – Na pesquisa espontânea, a vantagem de Dilma também foi ampliada. Dilma teria, se as eleições fossem hoje, 36,7% e Marina 22,5%.

Aécio Neves cresceu 3,1 pontos e alcançou a preferência de 17,5% dos eleitores.

     Segundo o levantamento encomendado pela Confederação Nacional do Transportes, 80,8% dos entrevistados já decidiram em quem votar.  Outros 18,5% admitem a possibilidade de mudar a preferência até o próximo domingo.

      Os eleitores de Dilma são os que têm mais certeza sobre o voto: 85,9% dizem que a opção é definitiva. No caso de Marina e de Aécio, o percentual de definição é de 77,8%, em cada.

     Avaliação - A avaliação positiva do governo segue a mesma tendência de Dilma. Agora,  41% dos entrevistados o consideram ótimo ou bom. Na rodada anterior, o índice era de 37,4%.

     Também com alta (de 4,2 pontos), a aprovação do desempenho pessoal de Dilma chegou a 55,6%. O total de eleitores que a desaprovam caiu de 43,8% para 40,1%.

A pesquisa ouviu 2002 pessoas entre os dias 27 e 28. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Fonte: www.pt.org.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário