Botao share

domingo, 3 de agosto de 2014

Eleições 2014 o cinismo e a hipocrisia de Aécio Neves e Dudu Malvadeza e a bajulação da mídia

A poucos mais de dois meses para as eleições presidenciais, os candidat@s, entidades, parcela da sociedade e a mídia já se movimentam para dar suas opiniões, seus apoios e fazer suas críticas e bajulações. Estamos acompanhando atentamente a várias movimentações, especialmente dos candidatos e da mídia, no geral como é comum tem gostos dos mais variados.
Os candidatos, especialmente os de oposição, que até o momento não apresentam projetos viáveis para o Brasil do futuro se agarram em temas ligados a questão da inflação e do crescimento. Temas estes que ao olhar a situação presente no mundo inteiro mesmo com os problemas da economia e da "inflação" no país, os demais países do mundo estão em piores situação, com exceção de pequenos países da América Latina e da América do Sul, que estão em melhores condições até porque são países que em relação ao Brasil alguns deles a sua população cabe no estado do tamanho de São Paulo, e aí esta uma das hipocrisias ao misturar "alhos com bugalhos" num país de vinte milhões de habitantes na lógica não pode comparar seus problemas com o país de duzentos milhões de habitantes como o Brasil.
Para esta oposição sem rumo, a única saída é se agarrar a uma mídia que cria versões e tenta utilizar fatos criando um falso ambiente de pânico para favorecer a uma oposição que politicamente não existe. Uma mídia que para criar suas versões escala para seus programas somente aqueles que se posicionam contra as ações vencedoras de um governo democrático e popular que durante doze anos governa para todo o povo brasileiro. Diferente dos governos do PSDB que governaram para no máximo trinta por cento do povo, a mídia que por 24 horas por dia tenta pregar um pessimismo, que o povo que melhorou a sua condição financeira de emprego e de ascensão social com raras exceções irá cair no "conto do vigário''.

O candidato do PSDB se movimenta de forma atabalhoada pelo Brasil afora a procura de qualquer tipo de apoio e ainda promete descaradamente fazer um governo de caráter ético com diferenças econômicas e sociais para o melhor . O que o Fernando Henrique Cardoso fez nos oito anos de mandato foi um governo que pode ser considerado um atraso maldito. Tanto no que se refere a área econômica com duas crises extremamente profundas a quase venda do Brasil ao FMI, as escandalosas privatizações com empresas vendidas por um tostão furado, arrocho salarial, preconceito com os aposentados e com os negros este é o legado deixado por Fernando Henrique Cardoso e é um presente de sua continuação que eles querem oferecer ao Brasil com a volta de Aécio que deixou o governo de Minas Gerais em situação igual ou pior.

O outro candidato Eduardo Campos se apresenta como o paladino da moral e é o único que se diz capaz de resolver todos os problemas do Brasil. Ele que vem das velhas oligarquias politica do nordeste. não conseguiu resolver os principais problemas e nem no seu próprio pedaço de chão. Para soerguer Pernambuco da miséria absoluta que foi submetida durante séculos, foi só com a colaboração do presidente Lula e do seu governo no salto de qualidade. Tanto ele como a vice Marina que se criou , evoluiu e cresceu na politica dentro do PT, hoje cospem no prato que comeram.

O candidato Aécio não se sustenta de pé por várias razões, ou do ponto de vista pessoal que não queremos comentar, ou do ponto de vista político que aparece uma mazela atrás da outra do seu passado político um dos exemplos é a construção do aeroporto na Fazenda dos Neves, como em Minas quem faz oposição e críticas aos governos tucanos são totalmente cerceados exemplo disto é o candidato a governador do estado Pimenta da Veiga que foi indiciado pela Policia Federal por lavagem de dinheiro mas a noticia continua sendo escondida pela mídia de Minas Gerais e do país.
Eduardo Campos quase aos berros na sabatina da CNI critica Lula e Dilma sobre vários aspectos de gestão, uma delas é a politica de alianças e a base de apoio no congresso nacional, tentando passar a ideia de que vai governar o Brasil sozinho ou o PSB terá que eleger mais de 250 deputados e mais de 40 senadores que formam a maioria das duas casas, pura demagogia e isto jamais acontecerá.

Fala mal de Henrique Eduardo Alves do RN e de outros políticos que ele chama de velhas raposas, quando na realidade ele é a nova raposa, pois esta fazendo coligação com o PMDB em seis estados com políticos que ele chamou de velhas raposas na sabatina da CNI.

Dizem que a vice dele, a ex-petista Marina Silva vai ser âncora de salvação da candidatura da sua candidatura, tomara que ela comece falando bem da Confederação Nacional da Agricultura que ambos se amam, será? Sem dúvida nenhuma pela sua performance será uma boa apresentadora.

Sugiro para Aécio Neves que o âncora da apresentação no seu programa seja Fernando Henrique, com certeza vai agradar imensamente o povo brasileiro, é bom lembrar que o Aécio Neves deixou o governo de Minas numa situação de penúria pior do que o FHC deixou o Brasil.

São estes que querem voltar ao comando do país: os brasileiros querem perder além do avanço das liberdades democráticas as conquistas de trabalho, salário e outros benefícios que ganharam? Reflitam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário