Botao share

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Eleições 2014: Oposição sem proposta, sem rumo e sem militância. A mídia cumpre o papel dos partidos políticos.


A divulgação da pesquisa Datafolha, faltando ainda cinco meses para a realização das eleições, a grande mídia e os comentaristas já dá a versão de que chegou o momento das oposições ganharem a eleição.

Na nossa opinião, apesar de puxarem a “sardinha” para a candidatura tucana, quem quer mesmo vencer as eleições é o sistema Globo e seus apêndices. Há dois anos estamos sistematicamente no fogo cruzado entre as mentiras e as invencionices das mais medíocres dos meios de comunicação, especialmente rede Globo: Jornal Nacional, Fantástico, Globo News, CBN e todo sistema de comunicação da Bandeirante. É bom lembrar que são veículos de comunicação, autorizado o seu funcionamento ao sistema público.

O PT, a presidenta Dilma e seu governo tem sido posto de forma leviana e irresponsável a execração pública. Ainda bem que uma grande parcela do povo brasileiro consegue distinguir a verdade da mentira. Caso não fosse assim, especialmente nos últimos dois meses, o assunto Petrobras, as mentiras sobre os índices de inflação e a insuflação sobre a violência, não só em relação à Copa do Mundo mais as reinvidicações e o direito dos movimentos sociais da forma como são passada as notícias para o público, o PT e o governo teriam virado pó. É possível que o feitiço vire contra o feiticeiro. Enquanto os antipatriotas tentam induzir a população de que a Petrobras está falida, suas ações sobem e seus ativos se valorizam. É bom lembrar para essas aves de rapina de que a empresa é um patrimônio histórico do povo brasileiro.

Do ponto de vista da violência, seria correto para o bem de todos (as) que a mídia contribuísse para que independentemente de posições partidárias e ideológicas ao invés da mídia insuflarem violência, protesto e linchamentos, deveria contribuir para encontrarmos um caminho de convivência fraterna e paz entre os brasileiros. Pelo contrario, ela trabalha diuturnamente para aumentar a violência no país. Em relação a vários índices que ajudam a formar a base da pirâmide para ajudar a melhorar as condições da grande maioria dos brasileiros, ela (mídia) aposta no descontrole total dos índices que contribui para formar essa base de riqueza, para gerar empregos, distribuição de renda, ajudarem na saúde, na educação, na moradia e em outros segmentos que são importantes para assegurar o bem estar do povo.

Um país onde as elites ficaram no poder por meio século não tem moral política e nem ética para cobrar do governo do PT mais do que nós fizemos nestes 12 anos. É bem verdade que cometemos erros, mas tivemos muitos acertos, exemplos: Elevar mais de 40 milhões de brasileiros, que estavam submetidos a uma absoluta condição de miséria, a uma posição de cidadãos. Do ponto de vista da educação falta muito a fazer, mas a elite no poder nunca deu chances de um filho de um operário, pedreiro ou empregada doméstica ter acesso a uma universidade. O crescimento significativo da renda das famílias que a centenas de anos sobreviveram mergulhados na mais absoluta pobreza é mais uma prova de que se erramos, também acertamos muito mais nas políticas sociais, como exemplo do Bolsa Família, minha casa minha vida, ProUni, Luz para Todos e Mais Médicos.

Saiba os meios de comunicação, especialmente a Rede Globo e setores da elite brasileira de que nós viemos para ficar. Aqui não se aceita CHANTAGEM política e nem CANGA (objeto utilizado para impedir qualquer tipo de mobilização entre animais).

Voltando as pesquisas, já vimos candidatos(as) que a sua candidatura nasce com altos índices de aprovação nas pesquisas e terminam em traços. Na nossa avaliação, com exceções a regra, em pesquisa tudo pode acontecer. O levantamento de campo, manipulação de dados, um jeitinho no ajuste dos índices e a ordem de quem paga a pesquisa, que este sim é o ponto fundamental.

Um partido como o PT, que tem militância, apoio de vários movimentos sociais e figuras respeitáveis de alta expressão política, começando pelo companheiro Lula, precisa ser levado em conta. A eleição independente de pesquisa, nem estar ganha e muito menos perdida. Vamos à contagem dos votos!

O nosso exercito de militância estará presente nas ruas e tenho certeza de que fará a grande diferença para mais avanços. Sabemos que a partir de hoje não vão ser poucos, os comentaristas e os entendidos em analise de pesquisa que entrarão nas suas avaliações, mas ninguém terá condição de se antecipar na decisão e na vontade do povo até dia 05 de outubro, quem viver, verá.

#EuVouComEla
#Dilma2014
#CopaDasCopas


Francisco Rocha da Silva (Rochinha)
Florisvaldo Souza
Jefferson Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário