Botao share

sexta-feira, 30 de maio de 2014

A COPA 2014, A SAÍDA DE JB DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E O PAPEL DA VELHA MÍDIA.

As declarações do ex-jogador Ronaldo e a saída de Joaquim Barbosa do Supremo Tribunal Federal nesta ultima semana antes anunciada, mais noticiada com estardalhaço dando uma conotação de surpresa por setores da imprensa burguesa, contribuiriam para mais uma vez, transformar várias versões em fatos.
 
No que se refere à política econômica, os dados apresentados nos últimos dias do mês de maio, vão dando uma clara demonstração de que uma das principais bandeiras que analistas econômicos tinham em mãos  para criticar o governo e servir de muletas para ajudar a oposição, vai caindo por terra, que é o tema da inflação. Tentaram imediatamente erguer uma nova bandeira para substituir a versão anterior sobre a inflação, cujo tema se chama baixo crescimento. O IBGE traz os índices e mostra que a inflação está sobre controle, o Banco Central não aumenta as taxas de juros e o trimestre traz o crescimento de 0,2%, modesto, mas ultrapassou ao crescimento de vários países da Europa, inclusive dos EUA, e na América Latina só perdeu para o Chile e o México. Outra bandeira derrotada.
 
Para procurar chifre em cabeça de cavalo, a Folha de São Paulo corre desesperadamente para sabatinar o ex-jogador Ronaldo com seu desabafo, em relação a organização da Copa do Mundo no Brasil. O desejo da Folha de São Paulo era outro, esperavam que o jogador descesse o sarrafo no governo Dilma Rousseff.
 
O ex-jogador Ronaldo deixou claro que no desabafo não estava fulanizando ninguém, inclusive a Presidenta Dilma, mas criticando todos os que são responsáveis por não ter feito o que deveria fazer para o povo, ou seja, os benefícios que ficariam como legado para a população, tais como a mobilidade urbana, infraestrutura em portos, aeroportos e outros. Falou o óbvio por que com isso todos nós concordamos, e a Folha ficou com cara de tacho.
 
Uma mídia disfarçada usa e abusa da sua concessão publica, torcendo para a Copa não dar certo e manchar a imagem do Brasil no exterior. Acreditam que com isso estariam ajudando a oposição a ganhar as eleições com a derrota da seleção brasileira, tendo como foco, prejudicar e derrotar o governo.
 
A saída anunciada, cantada em prosa e verso pelo próprio JB do STF há meses atrás para a imprensa, e a tentativa de transformar o assunto num fato surpresa com estardalhaço, procurando bodes expiatórios sobre uma decisão que é pessoal e unilateral do ministro. Mais uma vez, um dos alvos são os militantes petistas. Imaginava que a velha mídia fosse capaz de tudo mas não sabia que ela chegasse ao sem-limites para se transformar num órgão de espionagem e dedo-durismo.
 
De nossa parte do PT, depois de todos os desmandos e violações cometidos no decorrer do processo da Ação Penal 470, tanto faz JB ficar eternamente como sair do STF agora. Não entramos em discussões de caráter individual ou pessoal, as discussões sobre este assunto no PT, foram feitas no campo político e sempre com o devido respeito aos limites das questões individuais. Foram discussões que passaram pela análise do coletivo da Corte. Lógico que para nós do PT e várias personalidades jurídicas - achamos que o presidente do STF em vários momentos agiu de forma rancorosa, com ódio e capricho pessoal - inclusive manifestaram-se a Associação dos Magistrados Brasileiros, a Associação dos Juízes Federais do Brasil, Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho, entre outros.
 
E quando a mídia diz que JB sai em função de ameaças petistas, esclareço que nenhum militante é autorizado a manifestar-se em nome do Partido. A história e o tempo é o senhor da razão, a nossa consciência está tranquila. Continuaremos sendo o que sempre fomos e iremos continuar na mesma trilha para o que viemos.

Repito; este assunto para nós do PT é uma página virada. É lógico que o mesmo não acontecerá com a mídia, por que à ela interessa insistir nesse tema infinitamente para tentar macular a imagem do PT. VÃO PERDER TEMPO, por que nós a derrotamos sobre este e outros temas nas campanhas eleitorais de 2006, 2008, 2010 e a derrotaremos novamente neste ano.
 
 
QUE VIVA A DEMOCRACIA!!!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário