Botao share

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Secretário de Organização explica alterações no Regulamento do PED


Ajude a divulgar isto nas redes sociais
“Precisávamos facilitar a participação de novos filiados e, também, dos antigos nas atividades do PT” explicou Florisvaldo Souza
O Diretório Nacional do PT avaliou as experiências das direções municipais e estaduais do partido e decidiu incorporar ao regulamento do Processo de Eleições Diretas (PED), mecanismos que permitam fazer com que as decisões do IV Congresso possam ter implicações mais diretas à vida partidária e dos filiados. Essas alterações modificam o cotidiano dos militantes com objetivo de aperfeiçoar e melhorar a vida partidária, além de alcançar um número maior filiados realizando seu direito de votar em todas as instancias do partido.
De acordo com o secretário Nacional de Organização, Florisvaldo Souza, essas alterações visam uma melhor reorganização do partido, adequadas as definições do IV Congresso. “Objetivo é deixar o nosso regulamento em acordo com a realidade dos nossos filiados e do partido. Além disso, as mudanças não confrontam nada do que foi estabelecido no Congresso. Precisávamos facilitar a participação de novos filiados e, também, dos antigos nas atividades do PT” explicou.
Entre as alterações está a ampliação do conceito de atividade partidária. Segundo o secretário de Organização, o texto do regulamento agora admite que “quem participar de qualquer atividade organizada pelas instâncias partidárias, pelos setoriais e secretárias setoriais e pelos mandatos terá direito de votar no PED”, isso desde que esteja em dia com as contribuições financeiras e tenha mais de um ano de filiação. “Nós apenas abrimos mais o leque de oportunidades para participação de nossos filiados na atuação do partido e nas mobilizações” afirmou.
Para o PT, a participação das mulheres, dos jovens, dos negros e dos indígenas é fundamental para a democracia do partido e soberania dos direitos humanos no Brasil. Por isso, o IV Congresso criou cotas geracionais, étnicas e adotou paridade para todas as chapas, diretórios e executiva. “Essas mudanças vão mexer nas direções do partido dando mais dinamismo tanto da composição de direções, quanto no encaminhamento das políticas partidárias” disse Florisvaldo.
(Janary Damacena – Portal do PT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário