Botao share

terça-feira, 26 de março de 2013

PSDB precisa 'de povo', diz ex-presidente FHC


Acabo de ler que FHC pede um banho de povo para o PSDB. A viagem de Serra aos Estados Unidos prova que não existe sequer unidade interna no ninho tucano. Vai ser difícil, nesta situação, acontecer o tão sonhado banho de povo acalentado pelo ex-presidente.



Da Folha de São Paulo
Em evento que contou com a participação do senador Aécio Neves (PSDB-MG), cotado para ser o candidato tucano à Presidência em 2014, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse na segunda-feira (25) que o PSDB precisa de "um banho de povo".
"Eu andei muito por São Paulo todo com o [Franco] Montoro. O Montoro falava pouco e direto: um, dois, três. A mensagem tem que ser simples, tem que ser direta e tem que pegar a população. O PSDB precisa é de um banho de povo. Nós precisamos é de povo", afirmou, em discurso no evento do partido em São Paulo que chancelou a eleição Aécio para a presidência da sigla, em maio.

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso discursa ao lado de Geraldo Alckmin e Aécio Neves em evento, em São Paulo

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso discursa ao lado de Geraldo Alckmin e Aécio Neves em evento do PSDB, em São Paulo 

FHC, principal cabo eleitoral de Aécio, fez críticas ao governo do PT e disse que o PSDB sabe "governar muito melhor do que eles". "Eles têm uma propaganda brutal. E fizeram uma coisa que é contra a democracia, juntaram o governo, o Estado e o partido. Os três falam a mesma voz, têm o mesmo maestro e o mesmo marqueteiro", pontuou."E não é só isso não. É preciso ter o sentimento da rua. Nós dissemos logo do início, quando fizemos o governo do PSDB, dissemos que era preciso escutar o eco surdo das ruas. Outra vez agora, o Brasil precisa tomar decisões importantes", continuou o ex-presidente. FHC aqueceu o palanque paera Aécio, que fez do evento sua aparição mais forte até hoje como nomo do partido para a eleição presidencial em 2014.
"Agora, vai ver nas filas do SUS, se eles são bem tratados? Vai ver na escola se o professor ganha direito. Nós temos que falar é com esse povo sofrido", finalizou FHC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário