Botao share

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Os desafios de quatro anos das novas direções do PT


Empossada as novas direções municipais, estaduais e nacional do PT, o horizonte nos aponta para vários desafios políticos e organizativos de uma gestão de quatro anos. As novas direções terão a responsabilidade política de fortalecer as ações do partido, organizar suas instâncias e politicamente conduzir um processo de duas campanhas eleitorais. A campanha geral de presidente, governadores, deputados federais e deputados estaduais em 2014 e as eleições municipais de 2016.

Com muita luta, discussão política e disputa pelos espaços políticos pelo Brasil afora, conseguimos construir na sua grande maioria, especialmente nos municípios, acordos com outras forças políticas e/ou chapas de consenso entre nós da CNB. Tornaram-se realidades, sonhos políticos acalentados durante muito tempo entre a militância petista, com a efetivação da paridade, da cota geracional e da cota étnico/racial. Tudo isso transformou, de forma radical e positiva a nova cara do PT em todo país. Tudo isso nos impõem uma das maiores responsabilidades que um partido político venha a ter nos seus 33 anos de história.

Estou seguro de que as nossas reuniões, encontros, seminários, debates e formação política terão a partir de agora um viés muito mais positivo. Surge novas visões de concepção, espaço para a incorporação, ampliação de novos segmentos e na continuidade dessa nova trajetória de transição implementada no PT. Lógico que as caras novas terão que se esforçar muito e acumular experiência para conseguir dar conta das tarefas e avançar no acumulo político. Esta formada uma direção voltada para a consolidação da unidade interna, para o avanço do partido onde a sua política tenha um caráter mais coletivo, mais democrático e, sobretudo socialista.

O caminho está aberto e as oportunidades estão dadas.
Um bom mandato a todos e todas

Feliz Natal e um Próspero Ano Novo

Viva o Socialismo com democracia!

Abraços,

Rochinha

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

STF julga adim da OAB contra as doações privadas para campanhas eleitorais.

De forma desfasada a Mídia venal que durante anos criticava doações privadas para campanha eleitoral agora tenta constranger o STF a moda Gilmar Mendes, se posicionando contra as doações privadas que ela própria tanto condenou, depois de quatro votos no STF contra as doações privadas, a velha mídia se enrola no xale da loca e procura de toda forma inverter o placar. Espero que o supremo não se intimide.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Minha opinião sobre a pesquisa CNI/IBOPE


- Aprovação do governo Dilma sobe de 37% para 43% em pesquisa CNI/Ibope e a Evolução da aprovação pessoal da presidente Dilma Rousseff sobe para 56%.

- Avaliação dos Governos Estaduais

- SEXTA-FEIRA 13 -

A VERDADE SEJA DITA

Hoje eu ouvi várias análise feitas por jornalistas, comentaristas políticos, colunistas e convidados pela mídia para fazer comentários sobre o resultado da pesquisa. Com raras exceções, me passa a sensação de que vários foram escolhidos a dedo para fazer uma meia avaliação sobre o desempenho da presidenta Dilma e do nosso governo. Alguns fizeram verdadeiras piruetas, outros gaguejaram para não falar positivamente da evolução do desempenho e do crescimento da Dilma e do governo aferido pelos pesquisados. Alguns, tremiam a vós para esconder o mal desempenho da avaliação dos governos do PSDB em todos os Estados aonde eles são governos e, alguns colunistas, tentaram até esconder o péssimo resultado da única governadora que sobrou do PFL/DEM no Rio Grande do Norte.

Uma oposição que, aliada a mídia venal, não tem pelo menos no resultado desta pesquisa, a menor moral política para falar mau do governo federal. De todos os estados, apenas três, se destacaram positivamente, dois pertencem a base de apoio do governo, Acre e Amazonas, e, um, de Pernambuco, Eduardo Campos malvadeza, que cuspiu no prato que comeu, só se saiu bem, por que se utilizou de forma voraz do grande volume de verbas que recebeu do governo federal para implementar ações no estado no qual, aparentemente, nos programas partidários do seu governo, tenta passar os fatos, na versão de que, as ações de governo foram feitas com verbas estaduais.

Quanto a governadora do presidente do PFL/DEM, não faço comentários. A amostra fala por si.

O POVO NÃO É BOBO.

Aprovação de Dilma sobe para 43% em pesquisa CNI/Ibope


Fernanda Calgaro
Do UOL, em Brasília


O índice de aprovação ao governo da presidente Dilma Rousseff subiu para 43%, de acordo com a pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria) em parceria com o Ibope, divulgada na manhã desta sexta-feira (13).
Na última pesquisa, divulgada em setembro, a 37% consideram o governo ótimo; 39% regular; 22% ruim ou péssimo; e 1% dos entrevistados não souberam ou não responderam à pesquisa.
A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
Na pesquisa divulgada hoje, 20% dos entrevistados avaliam o governo como ruim ou péssimo, ante 22% do último levantamento.
A aprovação pessoal à presidente também subiu dentro da margem de erro, para 56% pontos percentuais, contra 54% registrados na última pesquisa.
Os que desaprovam a maneira de Dilma governar agora somam 36%, contra 40% em setembro. Fonte

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Delator cita propina para tucanos, e caso de cartel vai ao STF

(Rochinha - Só um comentário). 

insisto que a pratica de propina e corrupião no metro e trens de são paulo, é só a ponta do iceberg. o escandâlo é muito maior.

==============================================================

FLÁVIO FERREIRA
MARIO CESAR CARVALHO
DE SÃO PAULO


Um novo depoimento da testemunha-chave no inquérito da Siemens cita dois secretários do governador Geraldo Alckmin (PSDB) como recebedores de propina do cartel que atuava no Metrô e na CPTM, o que levou a Justiça federal em São Paulo a enviar a investigação para o Supremo Tribunal Federal.
Os políticos citados como tendo recebido suborno do esquema são Edson Aparecido (PSDB), chefe da Casa Civil de Alckmin, Rodrigo Garcia (DEM), secretário de Desenvolvimento Econômico de Alckmin, o deputado federal Arnaldo Jardim (PPS-SP) e o deputado estadual Campos Machado (PTB).
Secretários de Alckmin negam acusação de recebimento de propina
Justiça Federal envia ao STF inquérito do cartel de trens paulista
Cardozo diz estar 'tranquilo' para explicar sua atuação em cartel
Aparecido e Garcia são deputados federais licenciados e só podem ser investigados em inquérito conduzido pelo Supremo. O nome dos quatro foi citado em um depoimento sigiloso pelo ex-diretor da Siemens Everton Rheinheimer, que foi utilizado pelo juiz Marcelo Cavali, de São Paulo, para justificar o envio da investigação para Brasília.
O executivo contou à Polícia Federal ter ouvido de um diretor da CPTM que eles recebiam suborno de empresas do cartel dos trens. O depoimento com os nomes foi o segundo que o ex-diretor prestou à PF num acordo de delação premiada em troca de uma pena menor.
Rheinheimer também participou do esquema de pagamento de propina e temia ser punido por isso. O executivo disse, porém, não ter provas contra os políticos. Para o juiz Cavali, os indícios contra os suspeitos ainda são frágeis mas qualquer medida para aprofundar as investigações deve primeiro ser analisada pelo STF.
O engenheiro mencionou quatro nomes quando foi questionado se havia políticos próximos à empresa de consultoria de Teixeira, a Proncint, apontada como repassadora de suborno pela PF. Rheinheimer repetiu o nome de Rodrigo Garcia e citou o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), o deputado federal José Anibal (PSDB-SP) e Jurandir Fernandes, secretário de Transportes Metropolitanos. O Metrô e a CPTM são vinculadas a essa pasta.
Em seu depoimento Rheinheimer disse que soube que o valor das propinas correspondia a 5% do montante dos contratos fraudados. Os sete nomes já haviam aparecido antes em um documento apócrifo, cuja autoria é atribuída ao ex-diretor da Siemens. Logo após sua divulgação, no mês passado, ele divulgou uma nota negando ser o autor dos papéis. Era um jogo de cena. À PF, ele confirmou os nomes.
Foi esse documento que levou tucanos a acusar o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, de tê-lo vazado para tentar acobertar a prisão dos petistas condenados no mensalão.
EFEITOS PRÁTICOS
O Supremo vai analisar se as evidências citadas são suficientes para que o inquérito seja conduzido por um ministro da Corte. Se o Supremo julgar que sim, o primeiro efeito prático será a paralisia da apuração até que um ministro seja designado para ser o relator do caso. O Supremo entra em recesso no próximo dia 20 e volta a funcionar em fevereiro.
O banho-maria no inquérito deve ter um efeito político, já que as decisões sobre os deputados devem ser tomadas pelo STF em ano eleitoral, no qual o PT tenta conquistar o governo paulista.
O Supremo terá que decidir também se o inquérito completo ficará com aquela corte, como ocorreu com o mensalão. A procuradora Karen Louise Kahn, que era contra a remessa para o STF, defendeu, alternativamente, que pelo menos a apuração contra pessoas sem foro privilegiado fosse desmembrada e mantida em São Paulo. Fonte
Colaborou FERNANDA ODILLA, de Brasília.

Chapa PMB divulga relação oficial de membros para a nova direção do PT

São 44 membros efetivos e titulares do Partido que Muda o Brasil no novo Diretório Nacional - PT.

Confira abaixo a lista dos membros indicados pela PMB.

Diretório Nacional

HOMENS
MULHERES
1.    
JOÃO VACCARI NETO (SP)
1.    
MÔNICA VALENTE (SP)
2.    
SEBASTIÃO ALMEIDA (SP)
2.    
DEBORA FRANCISCO PEREIRA (SP)
3.    
EDSON ANTONIO EDINHO DA SILVA (SP)
3.    
MARTA REGINA DOMINGUES (SP)
4.    
FRANCISCO DANIEL CELEGUIM DE MORAIS (SP)
4.    
ANA LUCIA LIPPAUS PERUGINI (SP)
5.    
FLORISVALDO RAIMUNDO DE SOUZA (PR)  
5.    
MARIA SELMA DE MORAIS ROCHA (SP)
6.    
ALBERTO LOPES CANTALICE (RJ)
6.    
BERENICE GOMES DA SILVA (MA)
7.    
JEFFERSON LIMA (SE)
7.    
GLEIDE ANDRADE DE OLIVEIRA (MG)
8.    
JOSÉ NOBRE GUIMARÃES (CE)
8.    
VIVIAN CRISTIANE GOMES DE FARIAS (PE)
9.    
JOSIAS GOMES DA SILVA (BA)
9.    
ISABEL BAMPI DE SOUZA (SC)
10.                 
JOAQUIM CARTAXO FILHO (CE)
10.                 
CRISOLEIDE CRISTINA DORIGO (RJ)
11.                 
CÁSSIO NOGUEIRA DA CONCEIÇÃO (PA)
11.                 
PAMELA MUSSI VALDEZ (RJ)
12.                 
RODRIGO SOARES DE SOUSA (PB)
12.                 
LENITA CRUZ DE SOUZA (PA)
13.                 
PAULO ADALBERTO ALVES FERREIRA (RS)
13.                 
MARIA ASSUNÇÃO DE SOUSA AGUIAR (PI)
14.                 
LUIZ SOARES DULCI (MG)
14.                 
SILBENE SANTANA DE OLIVEIRA (MT)
15.                 
RICARDO JOSÉ RIBEIRO BERZOINI (SP)
15.                 
ANNE KAROLYNE MOURA (AM)
16.                 
WILMAR LACERDA (DF)l
16.                 
SÔNIA SOUZA DO NASCIMENTO BRAGA (CE)
17.                 
MARCO AURÉLIO GARCIA (SP)
17.                 
JAQUELINE OLIVEIRA ROCHA (ES)
18.                 
PEDRO EUGÊNIO (PE)
18.                 
ANETE NEGREIROS ANDRADE (MG)
19.                 
ANTONIO ROBERTO OTONI GOMIDE (GO)
19.                 
GISLAINE ZILLOTO (RS)
20.                 
JOSÉ AMÉRICO ASCÊNCIO DIAS (SP)
20.                 
JULIANA CARDOSO (SP)
21.                 
JORGE LUIZ CABRAL COELHO (SP)
21.                 
KELLY CRISTINA DA COSTA (MS)
22.                 
WELLINGTON MOREIRA DA SILVA (RJ)
22.                 
DORALICE NASCIMENTO DE SOUZA  (AP)

CONSELHO ÉTICA
HOMENS
MULHERES
1
FRANCISCO ROCHA DA SILVA (SP)
1
FERNANDA DUCLOS CARISO (RJ)
2
GLEBER NAIME DE PAULA MACHADO (MG)
2
ALESSANDRA DADONA BENEDITO (SP)
3
RICARDO D’ AVILA (RS)
3
ELISABETH SAÃO (SP)
4
JACKSON AZEVEDO DE MACEDO (PB)
4
CARLA LOPES A. SILVA (MS)

CONSELHO FISCAL
HOMENS
MULHERES
1
PAULO CEZAR BEZERRA DE LIMA (SP)
1
PAULINA GOMES DO SACRAMENTO (SP)
2
JOSÉ ADELMO DOS SANTOS (AL)
2
PAULA ROBERTA GOIANA DA ROCHA (PE)
3
JILMAR AUGUSTINHO TATTO (SP)



SUPLENTES
HOMENS
MULHERES
1
JOÃO BATISTA BARBOSA DA SILVA (PA)
1
TAMARA BIOLO SOARES (RS)
2
DIVINO DONIZETI BORGES NOGUEIRA (TO)
2
MARIA DIVANEIDE BASILIO (RN)
3
JONAS NERES (BA)
3
LUCIA MARIA RIBEIRO DE LIMA (AC)
4
FLÁVIO JORGE RODRIGUES DA SILVA (SP)
4
LAISY MORIÉRE CÂNDIDA ASSUNÇÃO (GO)
5
GILSON GERÔNIMO GUIMARÃES (PE)
5
MARIA APARECIDA ABREU (RJ)
6
JAEZER DE LIMA DANTAS (AP)
6
ISABEL CRISTINA DE OLIVEIRA (PE)
7
EMILIANO JOSÉ (BA)
7
ZULEIDE MACCARI (PR).
8
DÉCIO NERY LIMA (SC)
8
DEBORA BERGAMINI MOREIRA DA SILVA (SP)
9
PATRUS ANANIAS DE SOUSA (MG)
9
MARTA TERESA SUPLICY (SP)
10
EDSON SANTOS DE SOUZA (RJ)
10
FÁTIMA CLEIDE RODRIGUES DA SILVA (RO)
11
CARLOS AUGUSTO ABICALIL (MT)
11
NEYDE APARECIDA SILVA (GO)
12
GERSON LUIZ DE ALMEIDA SILVA (RS)
12
VERA LÚCIA FERREIRA GOMES (PE)
13
JOSÉ NAGIB DA SILVA LIMA (RR)
13
IVANISE COELHO GASPARIM (PA)
14
JOSÉ ILÁRIO GONÇALVES MARQUES (CE)
14
MARIA DO SOCORRO BRITO (PB)
15
HUMBERTO SERGIO COSTA LIMA (PE)
15
LENE TEIXEIRA DE SOUZA GONÇALVES (MG)
16
JOÃO PEDRO GONÇALVES DA COSTA (AM)
16
MARIA DO CARMO LARA PERPÉTUO (MG)
17
DANILO DE SOUZA MORAIS (SP)
17
MARIA SALETE GOMES DE SOUZA (CE)
18
JOSÉ MENTOR GUILHERME MELLO NETO (SP)
18
JEANNE LINA (DF)
19
MARCIO MACEDO (SP)
19
NAIARA LEITE COSTA (BA)
20
NELSON PELEGRINO (BA)
20
CASSIA ELEONOR CARDOSO GOMES (SP)
21
JOSÉ ORCIRIO MIRANDA DOS SANTOS (MS).
21
MARIA APRECIDA AGUIAR SANTOS (SP)
22
PAULO JOSÉ CARLOS GUEDES (MG).
22
MEIRELUCI DOS SANTOS (SP)
23
MARCUS VINICIUS COSTA (MG)
23
ANGELA ROSA DA SILVA (RS)
24
DAVI DE SOUZA (SP)
24
FRANCIELLE CAMARGO DO PRADO (RS)
25
JOSÉ CARLOS BECKER DE OLIVEIRA E SILVA (PR)
25
ERIKA JUCA KOKAY (DF)
26
DEVANIR RIBEIRO (SP)
26
AMANDA REGINA BARBOSA LEMES (PR)
27
ADHEMAR PALOCCI (GO)
27
THAIS HELENA VIEIRA ROSA GOMES (MS)
28
MARCO AURÉLIO PURINI BELEM (SP)
28
ANGELA MARIA VASCONCELOS SAMPAIO GOES (PA)
29
ALESSANDRO MELCHIOR RODRIGUES (SP)
29
IVANEIDE ALVES DE CARVALHO (PB)
30
LOURIVAL CASULA FILHO (RJ)
30

31
IVAR PAVAN (RS)
31

32
MARCELO PEREIRA DA SILVA (AM).
32

33

33