Botao share

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

MENSALÃO DESNUDA O SUPREMO. A GALERA TÁ DE OLHO !


RECOMENDO. BOM ARTIGO PARA REFLEXÃO POLÍTICA.

 

Por Paulo Henrique Amorim

  

O Cacciola, o Daniel Dantas, o dr Abdelmassih, um benfeitor da Moderna Ciência da Reprodução, o assassino da Dorothy Stang, os bicheiros do Rio, a rapaziada tucana do Castelo de Caras – quer dizer, de Areia, esses Varões da Pátria já viveram dias melhores. 
O julgamento do mensalão (o do PT, aquele julgamento que não achou um mensalão, em dinheiro público) tirou a tampa do Poder Judiciário.

Não se trata de avaliar, de novo, as inovações ali ocorridas : as provas tênues, as ilações, as quimeras, a re-invenção do domínio do fato.

Como disse Ayres Britto: o Direito tem o direito de criar significados e palavras.

Como diz o Guto, foi uma 
gigantesca re-edição da Lei Fleury.

Um conjunto de inovações para pegar um só: o PT, o Lula e a Dilma.

E não ficará, provavelmente, ilação sobre ilação de pé.

Na hora de julgar a Elite, vai ter que ter ato de ofício, batom na cueca.

Quem disse que o bônus de volume da Globo vai acabar só porque o Supremo resolveu punir o Marcos Valério ?

O bônus de volume da Globo está acima de qualquer suspeita – e de qualquer Lei .

Convem observar, porem, que o Rei ficou nu em pelo.

Não dá mais para fazer o que o Supremo fazia antes, na calada do feriado, das férias, nas decisões obscuras, envoltas em sub-literatura jurídica,  nas decisões “técnicas” na hora de 
“mandar subir”, nas chicanas para proteger a Elite e seus representantes – especialmente no Judiciário.

A galera tá de olho.

Aprendeu muito com o julgamento do mensalão (o do PT).

Aprendeu que  o Direito é uma Bíblia Sagrada.

Comporta qualquer interpretação.

Especialmente que Deus não existe.

E que, quando interessa, Thomas Jefferson vira Deus.

No Direito, cabe mais voto do que na margem de erro.

O Cacciola, o Daniel Dantas, o  dr Abdelmassih, um benfeitor da Moderna Ciência da Reprodução, o assassino da Dorothy Stang, os bicheiros do Rio, a rapaziada tucana do Castelo de Caras – quer dizer, de Areia, esses Varões da Pátria já viveram dias melhores.

Clique aqui para ler o que diz a Cynara Menezes sobre a matéria: com esses juízes, o que vai mudar ?

Vai mudar, Cynara, porque vai dar mais na vista.

Vai ficar mais feio.

Mais gente vai saber.

Vai ficar perigoso sair na rua, sem segurança.

Até que um dia a casa cai.

Um dia, o Delfim Netto, então ministro da Fazenda, disse a esse ansioso blogueiro: tenho que andar rápido antes que os barbudos  do ABC acordem.

Os barbudos do ABC ainda não acordaram para dar um jeito na Globo e no Supremo, ou no Supremo e na Globo: dá no mesmo.

Clique aqui para ler sobre a tentiva de Golpe do jn, nesta terça-feira, quando Ali Kamel exibiu tanto poder quanto o do 12º Supremo Ministro !

Mas, um dia os barbudos acordam completamente.

Como disse o Gilmar Dantas (*), tão operoso no período das férias, quando defendeu que Lewandowski pudesse votar as penas, mesmo tendo absolvido (em nome da Ética, Lewandowski não aceitou): nunca se sabe o dia que vem depois de outro.

Quando a tigrada do ABC acabar de acordar, vai pensar duas vezes antes de nomear um Ayres Britto.

Clique aqui para ler “por que os Ministros da Dilma e do Lula votam contra eles?”.

Vai fazer o Congresso votar um novo regime para ministros do Supremo – como elegê-los, duração do mandato, código de Ética, e subordinação ao Conselho Nacional de Justiça – e como destroná-los.

Por que os Ministros do Supremo são os Inimputáveis da Pátria ?

Outra tarefa do Congresso quando os barbudos despertarem: redefinir o papel do CNJ e do método de escolher seus membros – como a fabulosa Eliana Calmon perguntou, em entrevista ao ansioso blogueiro: quem escolhe os membros do CNJ, com que critérios ?

Por que basta o Presidente do Senado, José Sarney, para sepultar o pedido de impeachmenet do Gilmar Dantas (*), proposto pelo Dr Piovesan ?

Por que o deputado Fernando Ferro não volta à tribuna da Câmara e propõe de novo o impeachment do Gilmar ?

Se, um dia, o PT confiou em que Gilmar julgaria o Dirceu com isenção …

Como diz o professor Wanderley, ao sugerir ampla divulgação da Teoria (?) Política do Presidente Ayres Britto, o Legislativo não pode ser pusilânime diante da usurpação de poderes, que Santayana aqui apontou: o Supremo não deve ter tantos poderes.

O PiG (**) substituiu o PSDB e se tornou a verdadeira oposição.

Mas, o PiG não dá Golpe sozinho.

O fardão do Merval não é o do General da Banda.

Antes, o PiG dava Golpe com japonas.

Hoje, com togas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário