Botao share

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Cuidado com as provocações e boatos tucanos nestas horas finais que antecedem o 2º turno


Leiam e divulguem o máximo esse documento de Gilberto Carvalho ministro da Secretária-Geral da Presidência da República

É da maior gravidade a denúncia do ministro da Secretária-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, de que o candidato tucano a prefeito, José Serra (PSDB-DEM-PSD-PV-PTB-PDT), está usando agentes de saúde da família para espalhar boatos contra o candidato do PT e aliados, Fernando Haddad.

"Nós estamos recebendo várias informações de agentes de saúde visitando as famílias, se despedindo, dizendo que o Haddad não vai mais manter o programa de saúde da família", denunciou o ministro Gilberto Carvalho. Inacreditável, não partisse a denúncia do ministro que seguramente a fez com base em fundamentadas informações e razões.

"Nós temos que fazer uma campanha de esclarecimento forte. O pessoal está tomando providência para amanhã (hoje, 6ª feira) fazer uma contrainformação pesada, para evitar esse tipo de jogo baixo", adiantou o ministro, lamentando que o candidato da oposição ao PT, em seu desespero ante a iminência da derrota domingo tenha "apelado de maneira lamentável" para esse tipo de baixaria na reta final da campanha.

Só a mais reacionária direita usou esse expediente antes

Esse tipo de atitude, na minha avaliação é de uma gravidade tão grande que talvez só seja comparável à tentativa anterior, de duas a três semanas atrás, de transformar a campanha numa cruzada de homofobia. O que é isto? E a mídia, que espaço deu à denúncia do ministro? Nenhum.

E vindo do partido dos tucanos, que ao ser fundado 20 e poucos anos atrás era apresentado por seus integrantes - José Serra, inclusive - com um verniz de modernidade, como a social democracia brasileira, como algo que transplantava para o Brasil princípios da social democracia europeia!

Embora José Serra tenha partido para esse tipo de apelação e baixaria em todas as suas campanhas - e ele disputou praticamente todas as eleições desde 1986 - e consiga descer o nível ainda mais a cada campanha, nós da oposição a eles achávamos que já tínhamos visto de tudo e que era impossível afundar mais nesse esgoto.

Até onde vai a baixaria tucana nestas horas finais da campanha?

As últimas vezes que tínhamos visto isto foi na campanha presidencial de 1989, quando agentes da extrema direita aliados à campanha de Collor iam de casa em casa espalhando o boato de que se o candidato a presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva ganhasse a eleição ele confiscaria a poupança, casa, bens e patrimônio dos brasileiros.

Viu-se, também, boatos e práticas parecidos, na mesma linha, nas campanhas seguintes, mas sempre partindo da extrema direita mais reacionária...E agora esssa... Até onde vai a baixaria do Serra e o uso da maquina pública encarregando os agentes de saúde da família de espalharem esse tipo de boato na campanha?

Nenhum comentário:

Postar um comentário