Botao share

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

BAIXARIA, TEU NOME É CERRA. 2002, 2010, 2012, 2014


Cerra numa campanha é garantia de baixaria – Ciro Gomes.
Em 2002:

- Itagiba faz a Operação Lunus contra Roseana e a Polícia Federal manda um telex para o Palácio da Alvorada: dever cumprido.

- O Brasil vai virar uma Argentina.

- Regina Duarte morre de medo.

- “Lulômetro” mede crescimento do Risco Brasil.

- PiG e economistas de bancos puxam o Risco Brasil pra cima.

- Cerra persegue jornalistas do “Eixo do Mal” – Ricardo Noblat, Bob Fernandes, Monica Bergamo e o ansioso blogueiro.

- “Cineastas” amadores acompanham Ciro e registram declarações desastrosas.

- Empresários ligados à Globo providenciam pesquisa para derrubar candidatura do Ciro na entrada do horário eleitoral.

- Marqueteiro do Cerra espalha que tem vídeo de Lula em Manaus num prostíbulo de menores.

- Cerra processa o ansioso blogueiro e perde em todas as instâncias. O advogado dele é do escritório de José Carlos Dias, um bastião da Verdade.

- …

Em 2010:


- Mulher do Cerra diz na Baixada Fluminense que a Dilma vai matar as criancinhas (depois, se soube que tinha feito um aborto no Chile, já casada com Cerra).

- PiG fabrica violação do sigilo bancário e fiscal da filha e aliados – Folha é quem mais dá curso à patranha.

- A bolinha de papel.

- Os panfletos clandestinos na gráfica da Liberdade em São Paulo.

- Cerra
diz que vai processar o autor de ‘A PrivatariaTucana’.

- PiG não divulga lançamento de ‘A Privataria Tucana’.

- Bispo de Guarulhos diz que Dilma é a favor do aborto.

- O Papa defende Cerra.

- Mulher do Cerra entrega imagem de santa a mineiros do Chile (que quase voltam para o buraco, de tanto constrangimento).

- Foto da Dilma nas redes sociais a segurar uma arma.

- A ficha falsa da Dilma na Folha.

- Fabricação de fraude em que Dilma dizia: nem Jesus Cristo me impede de vencer.

- Chama a Dilma de poste.

- Vídeo de mulher que se diz amante de Dilma.

- Promete construir um cano para irrigar de Sergipe ao Ceará.

- Diz que inventou os genéricos.

- Diz que inventou os remédios contra a Aids.

- Diz que inventou os Protecs.

- Diz que inventou o seguro desemprego.

- Diz que jamais conheceu o Paulo Preto.

- …

Em 2012:


- Passa com trator por cima das candidaturas de José Anibal e Bruno Covas a prefeito, dentro do próprio PSDB.

- Recusa-se a assinar documento em que se comprometia a não deixar a Prefeitura, como fez antes.

- Desmerece documento que assinou com a promessa de que não deixaria a Prefeitura, com o argumento de que “era uma brincadeira” e não foi registrado em cartório.

- Kit
gay.

- Esconde o próprio kit gay.

- Chama o jornalista Kennedy Alencar de mentiroso, porque perguntou sobre o kit gay do Cerra.

- Malafaia.

- Campanha cancela o ENEM.

- Campanha parte para o terrorismo com funcionários do Kassab que espalham que Haddad vai fechar as OSs e o Hospital Santa Marcelina.

- Campanha cria blog falso do Haddad.

- Chama Haddad de poste.

- Mente sobre bilhete único do Haddad.

- Lança “bilhete amigão” na última semana da campanha  para enfrentar o bilhete único do Haddad.

- Diz que não contratou o Aref, aquele que autorizava a construção de imóveis, embora a Folha tenha mostrado o decreto de nomeação assinado por ele.

- Mente sobre a posição de Haddad em relação às OSs, como mentiu sobre a posição da Dilma sobre o aborto.

- Diz que Haddad vai empregar Dirceu na Prefeitura.

- Deita e rola com o mensalão, que foi julgado a tempo e a hora de ser usado por ele na campanha.

Globo não divulga pesquisas no jornal nacional, quando viu que o Cerra ia levar uma surra.

- Cerra desqualifica sistematicamente pergunta incômoda de repórter com a acusação de ser funcionário do Haddad.

- Não vai a debate  na Record, para não encontrar o Amaury.

- …

Em 2014:


- Vai passar com  um trator  (fabricado no PiG) por cima do Aécio.

- Vai dizer que a Dilma é …

- Vai dizer que o Lula é o chefe da quadrilha.

- Vai acusar a Dilma de mensaleira, porque indultou o José Dirceu e o Genoino.

- …


Em tempo: FHC é o poste do Cerra.


Paulo Henrique Amorim

Nenhum comentário:

Postar um comentário