Botao share

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Para a história: documentário do 2º ConJPT

Excelente documentário produzido pela TVPT sobre o 2º Congresso da Juventude do PT, que aconteceu em novembro, em Brasília. Me sinto rejuvenescido em ter contribuído para a realização deste importante encontro, ainda mais por ter apresentado a emenda que permite a participação de 20% de jovens nas instâncias partidárias. Parabéns a todos e todas, em especial aos companheiros e companheiras da TVPT.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Solicitação em caráter de urgência

Segue abaixo íntegra do e-mail que acabei de enviar aos companheiros Marco Maia, Paulo Teixeira, Cândido Vaccarezza e Humberto Costa, cobrando providências quanto a aprovação do projeto que pune os corruptores:

"Caros companheiros deputado Marco Maia (presidente da Câmara), deputado Paulo Teixeira (líder da bancada na Câmara), deputado Cândido Vaccarezza (líder do Governo na Câmara) e senador Humberto Costa (líder da bancada no Senado):

Peço que trabalhem para aprovar o mais rápido possível o projeto de Lei 6826/2010, que estabelece penas mais duras às empresas corruptoras e pode se transformar numa importante arma de combate à corrupção. O projeto foi enviado ao Congresso em fevereiro de 2010, pelo então presidente LULA, mas ainda aguarda parecer da comissão especial para seguir adiante."
Para mim, a aprovação desse projeto dará uma grande contribuição para o avanço da democracia brasileira.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Desafio à imprensa investigativa

Parte da grande imprensa, quando aborda o tema dos "mal-feitos", gosta de apontar o dedo quase que exclusivamente para os governos do PT, sobretudo o governo federal.

Não sou jornalista. Mas acho que, para discutir esse assunto, a gente precisa pegar os dois lados da moeda. De um lado, estão as denúncias e as investigações. Do outro, as punições a quem tenha cometido devios.

Pois bem. Andei fuçando por aí e descobri que, de janeiro de 2003 a novembro de 2011, quase 3.500 servidores foram expulsos do quadro do funcionalismo público federal (demitidos ou exonerados) por causa de irregularidades no exercício da função, sendo mais de 50% por recebimento de propina, desvio de conduta e uso indevido do cargo.

Todos sabemos que um dos maiores incentivos à corrupção é a famigerada impunidade. Os números acima mostram que, em nove anos de governo do PT (primeiro com Lula, agora com Dilma), houve um trabalho importante no sentido de punir, no âmbito administrativo, pessoas envolvidas com mal-feitos.

Quero lançar aqui um desafio aos repórteres da gloriosa imprensa investigativa: quantas pessoas foram punidas em governos anteriores? E mais: como anda o projeto que pune os corruptores, enviado pelo presidente Lula ao Congresso Nacional? Por favor apurem e depois me contem.